Conheça o Programa Minha Casa Minha Vida

Criado em 2009, o Programa Minha Casa Minha Vida é uma iniciativa do Governo Federal, que tem como objetivo oferecer às pessoas e famílias de baixa renda o financiamento da primeira casa própria.

O Programa oferece vantagens como por exemplo:

  • Descontos no valor do imóvel; Descontos no valor do imóvel;
  • Menores taxas de juros do mercado; Menores taxas de juros do mercado;
  • Imóveis adquiridos na planta, o comprador começa a pagar o financiamento até 24 meses depois da  assinatura do contrato; Imóveis adquiridos na planta, o comprador começa a pagar o financiamento até 24 meses depois da assinatura do contrato;
  • Você pode juntar renda com até mais 2 pessoas para efetuar a compra; Você pode juntar renda com até mais 2 pessoas para efetuar a compra;
  • Você pode usar o FGTS como parte do pagamento do seu imóvel. Você pode usar o FGTS como parte do pagamento do seu imóvel.

Além disso, é assegurado caso o comprador fique desempregado ou adoeça durante o tempo do financiamento. Nesses casos, o Programa Minha Casa Minha Vida, através do Fundo Garantidor de Habitação, cobre parcialmente o valor mensal da parcela do financiamento.

Veja se você pode participar

Para entrar no Programa Minha Casa Minha Vida, você deve atender a alguns pré-requisitos.

  • Você não pode ter outro imóvel cadastrado em seu nome; Você não pode ter outro imóvel cadastrado em seu nome;
  • Seu nome não deve constar no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) ou Serasa; Seu nome não deve constar no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) ou Serasa;
  • É necessário que você consiga comprovar sua renda através de holerites, declaração e imposto de renda ou apresentação de movimentação bancária no caso de renda informal; É necessário que você consiga comprovar sua renda através de holerites, declaração e imposto de renda ou apresentação de movimentação bancária no caso de renda informal;
  • A sua renda bruta mensal, seja ela individual ou familiar, não pode ultrapassar R$ 7.000,00. A sua renda bruta mensal, seja ela individual ou familiar, não pode ultrapassar R$ 7.000,00.

Saiba como funciona o subsídio

O subsídio nada mais é do que um desconto aplicado no valor do imóvel, variando de acordo com a sua renda mensal bruta.

O cálculo segue uma regra inversamente proporcional ao valor da renda mensal. Ou seja, quanto menor for a renda, maior o subsídio.

Além da renda, outros fatores que podem influenciar no seu subsídio são:

Sua idade

Sua idade

Se você tem ou não dependentes

Se você tem ou não dependentes

E se a renda comprovada é de apenas 1 ou mais integrantes

E se a renda comprovada é de apenas 1 ou mais integrantes

Por exemplo:

Se você comprovar uma renda mensal de R$ 1.800,00 sozinho, seu subsídio será menor do que famílias que comprovam o mesmo valor de renda em 2 pessoas.

Se você tiver dependentes, seu subsídio será maior de quem não tem, mesmo que tenham o mesmo valor de renda comprovada.

Por exemplo, se a renda mensal bruta for menor ou igual a R$ 1.800,00 por mês, o subsídio é de até 90% do valor do imóvel.

Como calcular a renda da sua família

A renda mensal da sua família é a soma total dos salários das pessoas que a compõem.

Se por exemplo, você, sua esposa e um dos seus filhos trabalham na família, a soma será o salário mensal bruto dos três.

Você irá calcular

A renda mensal bruta de cada componente da família deverá ser colocada na balança,

Exemplo:

Renda bruta mensal da sua família: R$ 5.350,00.

Tipos de renda

Há três tipos de renda que são aceitas pelo Programa Minha Casa Minha Vida.

Renda formal

Para assalariados, aposentados pelo INSS, órgãos públicos ou pensionistas, além de funcionários públicos.

Renda informal

Destinado a microempreendedores (MEI), comerciantes, profissionais liberais ou autônomos.

Renda mista

Pessoas que recebem renda formal e informal. Por exemplo, você recebe seu salário em CLT mas complementa a renda prestando serviços enquanto MEI.

Veja qual sua faixa de renda

Quando você somar sua renda bruta mensal ou da sua família, o resultado será avaliado em uma das quatro faixas de renda que o Programa Minha Casa Minha Vida possui.

Faixa 1 – Até R$ 1.800,00

Financiamento de até 120 meses, com parcelas mensais entre R$ 80,00 e R$ 270,00, dependendo do valor total da renda mensal, com subsídios de até R$ 42.200, para um imóvel com valor máximo de R$ 133 mil.

Faixa 1,5 – Até R$ 2.600.00

Subsídios de até R$ 42.200, com um prazo de pagamento de até 30 anos com uma taxa de juros abaixo do mercado, para imóveis com valor máximo de R$ 133 mil.

Faixa 2 – Até R$ 4.000,00

O subsídio nessa faixa pode chegar até R$ 27.420, também com o prazo de 30 anos para pagar o financiamento, além também de possuir taxa de juros acessíveis, para imóveis com valor máximo de R$ 230 mil.

Faixa 3 – Até R$ 7.000,00

      Programa Minha Casa Minha Vida oferece subsídios de até R$ 27.420, para imóveis com valor máximo de R$ 230 mil e taxas de juros diferenciadas em relação ao mercado para você conquistar uma casa própria.

Atente-se à documentação necessária

Para conseguir ser aprovado, será necessário que a documentação abaixo seja entregue para o seu consultor de vendas aprovar junto ao correspondente bancário da Caixa Econômica Federal.

  • CPF;
  • RG;
  • Extrato do FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço);
  • Comprovante de residência no nome do beneficiário;
  • Certidão de nascimento ou certidão de casamento;
  • Comprovante de renda de todos os proponentes que a compõem, de acordo com a forma de renda;
  • Carteira de Trabalho;
  • Imposto de Renda (se for declarante).

É de extrema importância que as cópias estejam em boa qualidade, todas legíveis e atualizadas.

Entrar em contato conosco

Envie uma mensagem ou use o nosso chat on-line

WhatsApp
Aguendar visita Queremos saber mais
Chat with us on WhatsApp